Espaços de coworking tem se diversificado e se tornado uma tendência no mercado. Seja por uma questão financeira, logística ou até mesmo aproveitamento de espaço, o fato é que a maioria das pessoas que procuram conhecer o Coworking acaba optando por ele Não ter que encontrar quem se disponha a ser fiador para locar um imóvel ou ficar responsável pelo pagamento de conta de água, luz, internet, faxina, IPTU etc chama a atenção de muitos, os direcionando aos espaços de Coworking, cada vez mais presentes no pais.

 

Com esse aumento na disposição de espaços de coworking no país, uma nova realidade vem surgindo em relação às imobiliárias. Os contratos de coworking são bem mais flexíveis, o que deixa o usuário do espaço em uma posição mais confortável ao alterar ou mesmo encerrar um contrato. O coworker fica livre ainda do fiador, do seguro fiança e do depósito antecipado de três locações, facilitando muito a vida de quem precisa de um espaço com boa estrutura para desenvolver seus negócios.

Como então fazer com que espaços de coworking e imobiliárias possam trabalhar em parceria?Esta é uma questão muito interessante para o futuro, que como todos sabem está cada vez mais dinâmico. Algumas imobiliárias têm começado a estruturar departamentos especializados em locações rápidas ou de curta temporada, incluindo nessas locações vagas em coworkings, Airbnb, e outras.Com este tipo de locação, tanto as imobiliárias quanto os espaços acabam saindo ganhando, pois reduzem seus custos e aumentam a quantidade de opções à disposição de seus clientes. Mas no final, o grande ganhador mesmo é o usuário, que deixa de precisar ficar preso em contratos longos e burocráticos mesmo sem necessidade, além da variedade de locais e condições que poderá escolher.

Estamos falando daquelas pessoas que, por exemplo, pretendem ficar três meses em uma determinada cidade e que por isso não tem a intenção de fazer um contrato longo, de doze meses no mínimo. Ou daquele profissional que precisa ter um local para trabalhar, mas que não quer alugar uma sala comercial e perder tempo cuidando de coisas que não são diretamente ligadas ao seu negócio, como limpeza, manutenção do imóvel, etc.

Cada vez mais imobiliárias estão se adequando para atender clientes com esse perfil, fazendo com que determinadas negociações passem a ser mais dinâmicas e participando assim de um mercado em franca expansão.Fica evidente que espaços de coworking podem facilitar a vida dos usuários e que serviços de locação rápida como o Airbnb estão revolucionando o mercado imobiliário. Essa é sem dúvida uma forte tendência para o futuro, e as imobiliárias terão que se renovar para também oferecer este tipo de serviço, ou correr o risco de ficar para trás.